terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Carregou meu coração

Sei muito bem que você é incapaz de ler esse texto, mas seja lá onde você estiver, fazendo o que for, independentemente com quem você está, eu te amo, te amo de uma forma inexplicável, te amo de um jeito que chega a doer, simplesmente te amo.



Você apareceu na minha vida em uma época difícil, quando as coisas não ocorriam muito bem, você apareceu com o seu mais simples gesto de amor, chegou pequeno e assustado estava andando tentando conhecer a casa, até que então se enlaçou em minhas pernas tentando chamar minha atenção, e eu te peguei pequenino, te coloquei em meus braços e simplesmente te amei, você confiava em mim, dormia comigo, me seguia pela casa inteira, lembro da primeira vez que dormir fora de casa, quando voltei minha mãe disse que você não quis dormir na cama com ela porque eu não estava lá, lembro que quando eu voltei para casa você me deu um grande abraço e beijo, é claro que do seu jeito, que eu amava, lembro também que fiquei  super feliz quando você pulou pela primeira vez do chão para o sofá, lembro também da primeira vez que você escalou a minha cama box super alta, coitado de você não conseguiu e foi parar embaixo dos lençóis, lembro de todos os beijos que já te dei você não gostava e então colocava a mão minha boca, lembro de você mordendo os meus pés enquanto eu tentava andar pela casa, lembro de você vindo em cima da minha comida, lembro me de como você derrubava sua ração inteira e me obrigava a catar tudo, lembro de você chorando quando eu saia de casa, lembro de como você amava brincar com as minhas canetas, lembro da primeira vez que você saiu pra rua me culpo por não ter te impedindo desde do primeiro instante.




Quinta feira passada foi um dia tão normal, lembro de ter acordado 12:00, ter te beijado assim que acordo como de costume, lembro de ter ido almoçar e ter ouvido o meu vô falar para mim que um cara matou 5 gatos em um lugar perto de onde a gente mora, não dei ouvidos até mesmo porque você estava dormindo na sala, depois passei a tarde fazendo bobagens com você, lembro que nesse dia eu te beijei, eu gravei um vídeo de você e cheguei a dizer "Eu te amo" depois fui para a igreja como de costume voltei umas 22:00 e te beijei e te abracei novamente, mas eu nem sabia que aqueles talvez seriam os meus últimos momentos com você, umas 23:00 eu ouvi o portão balançando porque isso significava que você estava indo para rua, mas eu não me importei você tinha o costume de ir para a rua mesmo, umas 2:00 da manhã você voltou para a casa comeu a sua comida e voltou para rua, e depois disso foi o último momento que eu estive com você, a última vez que eu te vi.
Lembro de ter chorado muito a madrugada de sexta feira, a do sábado e a do domingo, assim como estou chorando nessa madrugada, desde que você se foi nada é como antes e nada será enquanto você não voltar, por fim te AMO.



2 comentários:

  1. Ai meu Deus! Que coisa mais triste... Meu olho encheu de lágrimas no final... Eu tinha um gatinho e ele morreu atropelado, fiquei muuito triste, é claro. Sinto muito :\

    Bom, vim aqui te avisar que eu criei uma tag literária lá no meu blog, e te indiquei para respondê-la. Beijos e espero que goste!
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É estou super triste e na esperança dele voltar.
      Obrigada por me indicar na tag, assim que responder eu te aviso <3

      Excluir

Leia Mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...